Make your own free website on Tripod.com




     Quando o sol se encontra acima de nossas cabeças, ninguém nunca pode explicar por que, atingimos um estado de incontrolável sonolência. É extremamente difícil nos movermos durante o dia ou a tarde, e por isso, temos que ter bastante cuidado ao escolhermos um lugar para dormir. É preferível um porão. Um lugar embaixo da terra, onde não exista risco de que num acidente qualquer os raios do sol venham a penetrar no aposento. Alguns apenas cobrem suas janelas com algo que impeça a passagem da luz. Os mais antigos ainda dormem em caixões, ataúdes, ou sarcófagos. Os mais jovens já não se separam do confortável espaço de uma cama. De uma forma ou de outra, o importante é que, de maneira alguma, o vento solar toque nossa pele, que provavelmente entraria em combustão espontânea.

     Com o passar do tempo, um vampiro aprende que NUNCA, JAMAIS, SE DEVE CONFIAR EM NINGUÉM. Nem mesmo em seu melhor amigo. Ninguém pode saber onde um vampiro passa seus dias. Os que sabem, como vizinhos e pessoas que o vêem entrar em sua casa, não devem o conhecer. Nunca nos aproximamos de nossos visinhos porque costumam ser bastante curiosos. Deve haver apenas uma única cópia da chave do refúgio, e ela deve ficar com seu dono, porque é a única garantia de que tudo estará lá quando necessário. E sua segurança deve ser extrema. Trancas poderosas provam-se úteis nos momentos mais inesperados. E muito comum também, é o uso de trancas inteligentes, como as antigas alavancas de estante ou as modernas trancas de senha, que apenas o proprietário sabe como abrir.