Make your own free website on Tripod.com



Ele chega desapercebido
Envolto em seu manto negro.
Não caminha à luz do dia
Ao cantar do galo, já sumiu.
( The Rolling Stones, "Midnight Rambler")

    A maioria dos vampiros luta desesperadamente para atingir uma aparência de normalidade em suas vidas e, assim fazendo, escapar da verdade sórdida de suas existências. Criam um mundo artificial em torno deles mesmos, que está fadado a esvaecer com o passar dos anos, mas que no presente momento lhes é satisfatório. Alguns eruditos entre os Membros postulam que um vampiro precisa desta fachada para conservar sua sanidade. Cair no clichê de vida de vampiro popularizado pelo cinema e pela literatura resulta, inevitavelmente, em desespero e desestabilização mental, mas durante o período da farsa pode-se obter certa paz de espírito.

    Os estudiosos têm averiguado que uma boa parte da psique mortal sobrevive à Gênese. Essa psique, contudo, é sobrecarregada pelas motivações, desejos e obsessões sobrenaturais da Besta. Para que o indivíduo mantenha sua sanidade precisa aprender a enganar a si mesmo.