Make your own free website on Tripod.com




      Assim como os mortais, os Membros produzem progênies e existem diferentes gerações entre eles. Existem mais de treze gerações de Membros, e quanto mais distante um Membro for de Caim, o primeiro vampiro, mais fraco ele será. Os membros costumam ser identificados segundo a geração a qual pertencem.
      É importante compreender que a geração não indica idade. Um vampiro da 10ª geração poderia ter o dobro da idade de um vampiro da sexta geração. Caim
      A tradição sustenta que Caim, o assassino bíblico de seu irmão Abel, é o senhor de Toda a Família. Há muita controvérsia a este respeito dentro da comunidade vampírica, posto que não há nenhum Membro que possa garantir com absoluta certeza já haver encontrado Caim. Certamente, aqueles da Segunda Geração saberiam, mas esses já não dizem nada. Alguns remanescentes da Terceira Geração dizem haver encontrado um ser que poderia ter sido Caim ou mesmo um Membro poderoso da Segunda Geração.
      Este é um mistério insondável. Um mistério de família.

Segunda geração
      As traduções existentes do Livro de Nod afirmam que o número de Membros da segunda geração foi três. Caim, em sua dor, criou-os para viver com ele em sua grande cidade de Enoque. Nada se sabe sobre esses três.
      Com base no Livro de Nod, pode-se considerar que eles foram mortos durante o Dilúvio, ou na Primeira Guerra após o Dilúvio. Como seria de esperar, os mais velhos sentem-se relutantes em falar sobre seus senhores e o grande conflito que derrotou a todos. Não há dúvida de que alguns sabem mais do que revelam.
      Caso algum Membro da segunda geração ainda existisse hoje, eles seriam criaturas incrivelmente poderosas. Semideuses, talvez.

Terceira Geração
      Acredita-se que existam sete membros da terceira geração, embora os nomes de apenas dois, Lucian e Mekhet, sejam largamente conhecidos. De comum acordo, são chamados de Antediluvianos, tendo sido os fundadores dos treze clãs de vampiros. Todos permanecem escondidos e entretidos com o andamento da Jyhad, a guerra com a mesma idade da História registrada. Eles continuam a sua batalha, mas agora em vez de guerrearem em campo aberto, usam subterfúgios, fraudes e logros. Suas atividades básicas parecem resumir-se em descobrir as atividades uns dos outros e frustrar qualquer movimento que seus oponentes realizem.
      Esses movimentos parecem variar de coisas fúteis, como a aquisição de uma obra de arte ou de um propriedade, até esquemas grandiosos envolvendo nações. Os Membros da terceira geração consideram-se manipuladores e dominadores, divididos entre aqueles que vivem em meio ao mundo mortal e aqueles que vivem fora dele. Não está claro se isso reflete as origens da Jyhad, ou se é simplesmente aquilo em que ela se degenerou. Existem outras suspeitas, baseadas na origem da palavra Jyhad. Alguns da terceira geração podem realmente ter atingido a Golconda e estar tentando ajudar outros de sua espécie a alcançarem esse estado. Eles precisam guerrear com os outros Anciões que não desejam que isto aconteça.
      Os membros da terceira geração são seres poderosos, com capacidades e poderes apenas imaginados por seus inferiores. Há quem diga que sejam a última geração que possui domínio autêntico sobre os poderes da vida e da morte, podendo sucumbir à Morte Final apenas se optarem por ela ou se forem eliminados por um indivíduo de poder igual. Será isto a Jyhad?
      Uma manobra para ver quem será o último de sua espécie?

Quarta e Quinta Geração
      Esses vampiros são conhecidos como os Matusaléns, pois são praticamente tão poderosos e reservados quanto os Antediluvianos. Os indivíduos da quarta e da quinta gerações costumam ser os peões ideais para a Jyhad, por possuírem poder político entre os outros Membros.
      Lembre-se: se os personagens aderirem à prática da Diablerie - o assassínio de Membros de gerações precedentes para beber seu sangue - herdarão a geração de sua vítima. Por exemplo, se um vampiro da oitava geração matar e beber o vitae remanescente de um vampiro da sétima geração, sua geração será agora, para todos os efeitos, a sétima e não a oitava.
      Em conseqüência, seus números caíram significativamente com as ações dos Antediluvianos
      Poucos desta geração permanecem ativos, e muitos tornaram-se Inconnu por medo da Jyhad e da Diablerie. O Círculo Interno da Camarilla aparentemente é composto de membros da quarta geração. Há até mesmo rumores de que o verdadeiro propósito da Camarilla seja frustrar os esforços da terceira geração para manipular as gerações mais jovens.
      Embora o sangue de Caim comece a se diluir um pouco a esta distância, os indivíduos da quarta geração são ainda extremamente poderosos. Pode-se considerar que eles alcançaram seu potencial máximo em duas ou três disciplinas.

Sexta Sétima e Oitava Geração
      Os vampiros dessas gerações são suficientemente poderosos para pensar que podem resistir à manipulação de seus anciões, e portanto permanecem profundamente envolvidos na sociedade da Família. Eles controlam a Camarilla (ou ao menos pensam que a controlam), constituem a maioria dos príncipes e são os primígenos de muitas cidades. Aqueles que se mantêm em posições proeminentes tendem a tornar-se figuras importantes: líderes de clãs ou linhagens, ou príncipes de grandes cidades. A maioria dos príncipes das cidades européias pertence à sexta geração. Os príncipes das cidades americanas normalmente pertencem à sétima ou à oitava gerações.
      Via de regra, os membros dessas gerações alcançaram o potencial máximo em uma ou duas Disciplinas.
      Curiosamente, os membros da oitava geração parecem ser os últimos considerados como "anciões". Talvez seja porque a grande maioria deles foi criada antes da era moderna, o que se reflete em seus modos e comportamento.

Nona e Décima Geração
      Embora às vezes sejam chamados de anciões, esses Membros costumam associar-se a membros de gerações mais jovens. Os membros dessas gerações são freqüentemente chamados ancillae, embora isso obviamente seja baseado mais na idade que na geração. A maior parte deles foi criada na era moderna, e portanto possui um temperamento um pouco diferente que os outros Membros. Sob vários aspectos, são a ponte entre os anarquistas e os anciões.

Décima primeira, Décima segunda e Décima terceira
      Os Membros das gerações mais recentes da Família costumam ser chamados de neófitos.
      A maioria dos personagens dos jogadores pertence a essas gerações. Eles ainda são criaturas poderosas, mas os dons especiais do sangue de Caim (suas incríveis habilidades e poderes) raramente são encontrados aqui. Nascidos dentro da História recente, os membros dessas gerações são produtos de sociedades que receberam os benefícios (e malefícios) da mudança rápida.

Décima quarta e Décima quinta
      Existe um número incrivelmente pequeno de Membros dessas gerações. De fato, os indivíduos da décima quinta geração não conseguiram gerar qualquer progênie. Seu sangue é muito fraco, e eles estão distantes demais de Caim para serem capazes de passar adiante a maldição.
      Existe entre os Membros um pacto distinto, extraído de diversas línguas, que confere novas nuances de significado a certas palavras mortais. Muitas vezes é possível adivinhar a qual geração um vampiro pertence pelo vocabulário que ele emprega. Há uma distinção nítida entre as palavras usadas pelos anarquistas e as palavras usadas pelos anciões.
      Usar a palavra errada nas circunstâncias erradas costuma ser considerado um deslize seríssimo no protocolo.