Make your own free website on Tripod.com

      

 

Iron Maiden

 Aproximadamente ao final de 1973, quande Steve Harris, depois de ter
aprendido sozinho a tocar baixo, ouvindo discos e ensaiando com amigos,
organizou sua primeira banda, chamada Gypsy's Kiss, que não foi além de
ensaios, um concurso para descobrir talentos e seis apresentações em
escolas.
        Um ano depois, Steve Harris integrou sua primeira banda com
objetivos mais profissionais, o Smiler. Quando uma música de Steve foi
rejeitada pelo Smiler (Burning Ambition), ele percebeu q a única forma de
poder tocar todas as suas composições seria formando seu próprio grupo e
assim, no começo de '76, surgiu o Iron Maiden - o nome foi aparentemente
inspirado no filme "O Homem da Mácara de Ferro", em que aparece uma câmara
de tortura medieval chamada justamente, "Iron Maiden" (Donzela de Ferro -
que é basicamente uma espécie de sarcófago cujo interior é cheio de espinhos
de modo que possa dilacerar aquele que for fechado em seu interior. Muito
usado no tempo da inquisição, matando cruelmente os acusados de heresia,
bruxaria, pagãnismo e afins...).

        No final de 78 as coisas melhoraram um pouco para as bandas de rock
pesado, foi quando um amigo recomendou a Steve um vocalista desconhecido
chamado Paul Di'Anno (o melhor que o Iron teve na minha opinião). O novo
vocalista foi aprovado e, como quarteto, o Iron recomeçou a carreira do
inicio, tocando em pequenos bares.

        Eles sentiram que precisavam de um demo-tape para facilitar a
divulgação do grupo e assim, conseguir melhores contratos. Juntaram
200libras e, na véspera do ano novo, em 78, foram até o Spaceward Studios em
Cambridge e gravaram quatro músicas: Prowler, Invasion, Strange World e Iron
Maiden. O dinheiro, no entanto, não era o bastante para pagar a fita master
e tudo que eles conseguiram da sessão foi cópias cassete com as músicas do
modo como foram gravadas, sem edição nem mixagem.

        Umas cópias em cassete foram parar nas mãos de um DJ chamado Neal
Kay, que trabalhava numa casa chamada The SoundHouse. Quando Kay tocou a
fita do Iron numa das suas noites de rock pesado na Soundhouse, a reação do
público foi fantástica, tanto que logo o Iron foi convidado para se
apresentar ao vivo na Soundhouse, um lugar que não admitia bandas
desconhecidas.
        O Iron no Soundhouse atraiu a atenção do empresário Rod Smallwood
que acertou apresentações do Iron por toda a Inglaterra. Smallwood
permaneceu vinculado ao grupo, como seu principal empresário até hoje.
Quando o Iron foi tocar no lendário Marquee em outubro de 79, a banda já era
muito famosa nos subterrâneos do rock inglês. Um mês depois da apresentação
no Marquee, o Iron foi contratado pela EMI, alcançando finalmente seu
objetivo principal. Daí em frente a carreira do Iron iria se desdobrar em
inúmeros feitos e vitórias.

        Antes de começar a gravar para a EMI, pressionada pelos pedidos de
cópias da fita demo, Rock Hard, para lançar três músicas da fita cassete num
EP de 7", ao qual deram o nome de The Soundhouse Tapes. Este disco (em 45
rpm., com Iron Maiden de lado e Invasion e Prowler do outro) era destinado
exclusivamente aos fãs da banda e foi vendido nos concertos e através de
correio. As 6.000 cópias prensadas se esgotaram quase imediatamente e é hoje
um raro item de coleção. É também um dos discos mais pirateados que se
conhece.
        Em abril de 80 foi editado o primeiro albúm, "Iron Maiden", que
rapidamente escalou a parada de dos LPs, ficando em 4º posto. Em junho, sai
o segundo compacto, "Sanctuary", tirado do albúm. Sanctuary tem um
desempenho melhor que o single anterior e chega ao 29º lugar; o disquinho
veio com uma capa polêmica: nela, Eddie, o monstro mascote da banda, aparece
esfaqueando a toda-poderosa primeira-ministra Margareth Thatcher.

        A nova formação (Steve Harris (baixo), Adrian Smith e Dave Murray
(guitarras), Clive Burr (bateria) e Paul Di'Anno (vocal), começou as
gravações do segundo albúm, Killers, pouco depois da edição do novo
compacto, "Woman in Uniform", cuja capa ilustrava a revanche de Margareth
Thatcher, onde a então primeira-ministra aparecia prestes a metralhar Eddie.

        O albúm Killers foi editado em fevereiro de 81, marcando a entrada
da banda nas paradas americanas e se tornandoum best-seller em diversos
países da Europa e Ásia. O final da excursão mundial de apresentação do
albúm, marcou a despedida de Paul Di'Anno, que sai devido aos seus problemas
de saúde e absos de alcool e drogas.

        O cantor Bruce Bruce, descontente com os rumos de sua banda Samson,
faz um teste para substituir Di'Anno no Iron e, admitido, muda o nome para
Bruce Dickinson, seu nome verdadeiro. A recíproca entre o Bruce e o Iron era
verdadeira: "A primeira vez que vi o Iron Maiden tocar foi em 1979, em
Londres, -disse Bruce - num programa onde se apresentavam várias bandas. Na
verdade. eles abriram o show principal daquela noite, que era da minha
banda, o Samson. Mas eles tinham tantos fãs e se apresentaram tão bem que
acabaram com a gente."

        Em abril de 82, o novo LP, The Number of the Beast, vai para o 1º
lugar na Inglaterra e ganha seu primeiro disco de ouro nos EUA. O albúm
tambvém teve ótimo desempenho no Canadá, Japão e em vários países da
Europa...
Após algum tempo, sai membro entra membro, chegou a banda o bateirista Nicko
McBrain, depois sai Adrian Smith e entra Janick Gers.

        Depois sai Bruce Dickinson com a intenção de fazer carreira solo.
Mas não foi tão bem sussedida e ele volta, juntamente com Adrian Smith,
assim o Iron passou a ser um Sexteto e se apresenta no Rock in Rio de 2002.
        Já são quase 25 anos de estrada, um caminho longo. O Iron Maiden já
passou pela aprovação de no mínimo duas gerações de fãs e, espantosamente,
continua na vanguarda do Heavy Metal, como uma das bandas mais amadas do
planeta, trabalhando duramente, com o entusiasmo de uma banda principiante.